• Registrar

SCREEN

Profile

Menu Style

Caminho: Principal Câmara Notícias PROMOTOR DE JUSTIÇA CONFIRMA QUE ADMISTRAÇÃO DE PAULO PITT, MANTEVE “FUNCIONÁRIO FANTASMA”.

PROMOTOR DE JUSTIÇA CONFIRMA QUE ADMISTRAÇÃO DE PAULO PITT, MANTEVE “FUNCIONÁRIO FANTASMA”.

O Promotor de Justiça da Cidadania, Paulo César Corrêa Borges, ingressou com Ação Civil Pública contra o prefeito de Restinga, Paulo Pitt, e um ex-funcionário comissionado da Prefeitura.

A denúncia da Promotoria é que a Prefeitura de Restinga mantinha um funcionário fantasma, o que caracteriza, segundo o Ministério Público Improbidade Administrativa. A ação foi embasada na contratação, pela administração daquela cidade, de um assessor  para a função de Diretor de Comunicação Social, que não cumpriria expediente, no período de 26 de janeiro a 16 de abril do ano de 2013, com salário mensal de R$ 1,9 mil, o que teria gerado um prejuízo, segundo o  promotor de R$ 7 mil ao erário público.

O Promotor Paulo César Corrêa Borges, pede que haja a devolução do dinheiro para a prefeitura e, na ação solicita de forma liminar o bloqueio de bens dos requeridos na ação até o valor em questão. O Ministério Público afirma também que o próprio ex-funcionário declarou, em depoimento, que nunca exerceu a função para a qual teria sido contratado.

Isso mostra que os vereadores  Leonardo Neves Cintra (DEM), Móiseis Radaeli (PMDB), Juvêncio Ferreira de Menezes Filho (Ferreirinha) PSC, integrantes da Comissão Processante, Dejair de Freitas (GUIM) PMDB, Fernando Costa (PSB), Clovis Martini Cubas (Truvão) PTB, Luis Carlos Parreira (PSC), e Osvaldo Martini Miguel Cubas (Torrinha) PSB, estão cumprindo o papel do vereador, que é de fiscalizar os atos do prefeito.